Acusado de matar jovem por atropelamento é condenado a 12 anos e meio de prisão

0
223

Dourados News

Ozeias Barros Ferreira, 34, foi condenado a 12 anos e seis meses de prisão após ser julgado em Dourados na terça-feira (7/8). No dia 9 de junho de 2015, ele atropelou e matou Arnaldo Rafael Mendes Espindola, 19 e deixando ferido um amigo da vítima.

O caso ocorreu na região central de Ponta Porã.

O júri ocorreu em Dourados por decisão tomada no dia 16 de maio pelo desembargador Paschoal Carmello Leandro, presidente da 1ª Seção Criminal.

O pedido foi feito pela defesa de Ozeias, sob a alegação que o julgamento em Ponta Porã poderia ser tomado pela comoção do caso por parte dos jurados.

O caso 

Na noite do dia 9 de junho de 2015, a vítima estava na companhia de um amigo em uma moto estrangeira. Ambos trafegavam pela rua Calógeras, na cidade que faz fronteira com o Paraguai, quando o acusado acabou colidindo contra a dupla.

Com o impacto eles foram arremessados contra o para-brisa do veículo e o condutor fugiu sem prestar socorro.

Ozeias se apresentou à polícia posteriormente, foi ouvido, liberado e depois indiciado por homicídio culposo e lesão corporal culposa.

De acordo com relato da família, Rafael chegou a ser arrastado por uma distância maior que 30 metros.

No dia do acidente, os dois jovens chegaram a ser encaminhados ao Hospital Regional de Ponta Porã. O colega da vítima fatal sobreviveu ao fato.