Autoridades pedem curso de direito na UEMS de Maracaju

0
108

Assessoria de Imprensa / Maracajunahora

Na tarde desta quarta feira (28),   A unidade Pólo da UEMS de  Maracaju recebeu a Reitoria Itinerante da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).

O encontro aconteceu na Câmara Municipal e contou com a presença de autoridades, professores e alunos dos cursos da UEMS Maracaju.

.A ação visa promover a aproximação e a integração da reitoria da UEMS e dos demais membros da gestão administrativa com a comunidade acadêmica das 15 unidades da Instituição.

Hoje o Pólo de Maracaju, conta com 326 alunos matriculados e divididos em 2 cursos, admnisitração e Pedagogia.  Durante sua existência já foram formados 728 profissionais.

Investimentos

Durante a gestão do reitor Fábio Edir, a Unidade de Maracaju recebeu investimentos na ordem de R$ 220 mil para aquisição de mobiliário, equipamentos e materiais, de acordo com a Diretoria de Infraestrutura (Dinfra).

Em 2016, a Unidade também contou com o repasse de R$ 200 mil, sendo R$ 100 mil para cada um dos cursos, feito pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia (Fundect).

Em Sua fala o reitor Fábio Edir, disse que está é uma forma de aproximar a UEMS da comunidade, prestar contas, e, principalmente mostra a importância que a Universidade tem para o Estado, contribuindo para o desenvolvimento do ensino superior com qualidade.
para o prefeito  Mauricio Ferreira Azambuja  que esteve participando do evento, em sua fala disse, que o ensino é o caminho para a transformação. “ Sempre defendi e defendo o ensino como alicerce para uma sociedade melhor e mais igualitária, e sempre que possível como administrador dei minha contribuição para o ensino superior, e tenho a educação das séries iniciais como prioridade, eventos como este são de grande valia para toda a sociedade”, concluiu o prefeito.

Durante a abertura do evento  o prefeito Maurílio Ferreira Azambuja, através da prefeitura Municipal em Parceria com o judiciário, encaminharam documentos para o reitor, pedindo a criação do Curso de Direito na UEMS de Maracaju.