Com 13 emendas ao Orçamento, Felipe contempla Educação e Infraestrutura

0
85

Assessoria do Deputado

O deputado estadual Felipe Orro (PSDB) apresentou 13 emendas ao Orçamento do Estado para 2017, pleiteando recursos para ampliar os investimentos em Infraestrutura e Educação, principalmente. São demandas que chegaram ao deputado por meio de vereadores, prefeitos e outras lideranças, como o reitor e gerentes das unidades regionais da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

Foram seis emendas só para atender demandas da UEMS. Na unidade de Maracaju o pleito é a aquisição de uma área de 30 hectares para ampliar a estrutura atual; em Ponta Porã, recursos para adquirir aparelhos de ar condicionado; Jardim precisa de quatro novas salas de aula, uma biblioteca, laboratório de informática e ar condicionado; Dourados também quer ampliar o prédio e para tanto, requer aquisição de 5 mil metros quadrados de área; Aquidauana carece de um trator para manejo das pastagens, roçada e distribuição de fertilizantes, e a Reitoria, em Dourados pede um veículo para atender a CPA (Comissão Própria de Avaliação).

Outras quatro emendas destinam recursos para a área de Infraestrutura. Em Miranda, o deputado quer a construção de retornos na Avenida Nações Indígenas; para Dourados e municípios da região, Felipe solicita o recapeamento das rodovias MS-276 e MS-376; Pedro Gomes pode ser servido com asfalto nas rodovias PG-02 e PG-03, de aproximadamente 50 quilômetros; e para Nova Alvorada do Sul, emenda prevê recapeamento das avenidas Irineu de Souza Araújo e Jofre de Araújo.

Mais três emendas de Felipe Orro ao Orçamento de 2017 destinam recursos para atender a Comunidade Indígena da Aldeia Buritizinho, com uma patrulha agrícola; construção de uma pista de caminhada e instalação de academia de Saúde; e colocação de iluminação pública e cerca de tela em torno do campo de futebol da Vila 40 e Vila Princesa do Sul, todas essas localidades em Aquidauana.

As emendas seguem para análise da Comissão de Orçamento e devem ser anexadas à peça como metas a serem cumpridas pelo governo no próximo ano.