Com informação de ex-funcionária, trio queria malote de R$ 43 mil de festa da igreja

0
318

Trio foi apresentado nesta sexta-feira (26) (Foto: Luiz Alberto)

Investigação foi apurada pela Derf
Três homens foram presos pelas equipes da Derf (Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes de Roubos e Furtos) após uma tentativa de roubo em Campo Grande, que ocorreu na tarde de quinta-feira (25), por volta das 14 horas. O objetivo do trio era o malote de aproximadamente de R$ 43 mil de uma igreja localizada na Avenida Afonso Pena, Bairro Amambai, que fica na área central. A informação teria sido passada por uma ex-funcionária do local.

Os responsáveis pela tentativa de roubo são Vivaldo Lima dos Santos, de 48 anos, David Alencar dos Santos, o “Pequeno”, de 27 anos, e Antônio Moreno Morales, o “Tonho”, de 34 anos. Com eles, foram apreendidos celulares, uma arma de fogo tipo garrucha de calibre 28, duas munições do mesmo calibre e o veículo Corsa Sedan, cor prata, placas AKQ-9409.
Crime
O responsável pela investigação é titular da Derf, Luís Alberto Ojeda, que apurou que o comentário de uma ex-funcionária foi o suficiente para que o trio esquematizasse o crime. O objetivo era roubar os valores arrecadados na festa que iniciou no dia 19 e deve terminar no domingo (28).
Uma ex-funcionária da limpeza teria comentado com o irmão, que é um detento da EPSM (Estabelecimento Penal de Segurança Máxima), sobre a movimentação financeira da igreja e deu detalhes sobre o transporte do malote.

Com essas informações Vivaldo, que era colega de cela do irmão da ex-funcionária da igreja, arquitetou o roubo e convidou os comparsas David e Antônio com a promessa de pagamento do R$ 10 mil para cada. Sendo ele o responsável por ficar com o restante do montante.

Ao tentarem roubar o local, no período da tarde, eles foram pelos investigadores da Derf e presos em flagrante. Eles foram encaminhados para a unidade e serão apresentados na tarde desta sexta-feira (26).

Após a prisão dos envolvidos, foi constatado que Vivaldo e David são foragidos da justiça. O primeiro fugiu em 27 de abril deste ano e o segundo no dia 17 de março, quando ambos estavam cumprindo pena no regime semiaberto pelos crimes de roubos.

Apresentação

O delegado Ojeda explicou que a intenção do trio era pegar o malote no momento em que fosse transportado. “Vivaldo chegou a tentar subornar uma funcionária para dar informações a respeito de como seria o procedimento. Ele ofereceu R$ 10 mil pelo relato, porém ela não aceitou e comunicou a administração da igreja que acabou entrando em contato conosco para fazer a denúncia”.

Vivaldo, que estava somente com as munições, foi preso na frente da igreja. Já a arma estava dentro do veículo, que também foi apreendido. Além disso, no automóvel estava os comparsas,na rua de trás, aguardando o mentor para auxiliar na fuga.

O trio e o reeducando que está na Máxima e passou as informações vão responder por formação de quadrilha e roubo na forma tentada. Além disso, todos já tem passagem criminal. “A irmã do detento também será investigada se houve dolo ou não quando passou a informação sobre o funcionamento do caixa da igreja que está em período de festividade”,frisa.
Trio foi apresentado nesta sexta-feira (26) (Foto: Luiz Alberto)
Trio foi apresentado nesta sexta-feira (26) (Foto: Luiz Alberto)

Arma foi apreendida pelo trio durante a tentativa de furto (Foto: Luiz Alberto)
Arma foi apreendida pelo trio durante a tentativa de furto (Foto: Luiz Alberto)

Delegado segue com a investigação (Foto: Luiz Alberto)
Delegado segue com a investigação (Foto: Luiz Alberto)

Midiamax