Deputada homenageia policial e mestre de Capoeira com comenda “Zumbi dos Palmares”

0
111
Imprensa Mara Caseiro
Foto: Roberto Higa

Lideranças com reconhecida atuação no combate ao racismo e na promoção da igualdade racial em Mato Grosso do Sul foram homenageadas durante a sessão solene alusiva ao Dia Nacional da Consciência Negra, na Assembleia Legislativa, nessa quinta-feira (17).

A deputada estadual Mara Caseiro (PSDB), terceira vice-presidente da Casa, homenageou duas personalidades com a Comenda do Mérito Legislativo “Zumbi dos Palmares”. A primeira é Adilson da Costa Oliveira, mais conhecido como Mestre Adilson. Ele é coordenador do Grupo Quilombo de Capoeira da UFMS desde 1984 e militante da causa como incentivador do esporte e da cultura.

O segundo homenageado pela deputada é o policial civil Rodrigo Rodrigues Dias. Ele é atuante no combate à violência contra a mulher e trabalha na delegacia especializada nesse setor em Campo Grande.

Durante discurso de agradecimento, Maria de Lourdes Silva usou a tribuna em nome de todos os homenageados da noite e destacou a importância de continuar lutando.

“Temos que lembrar sempre dos nossos antepassados e continuar lutando por igualdade de um país melhor para os negros”, afirmou.

Além de Mestre Adilson e Rodrigo Dias, receberam a Comenda do Mérito Legislativo Zumbi dos Palmares as seguintes personalidades: Adauto Candido Pereira, Banda Afro-Brasileira Mukando Kandongo, Benedita Marques Borges, Carlos Aberlto da Silva Versoza, Deumeires Batista de Souza Rodrigues de Moraes, Elsa Helena da Silva, Eugenia Portela de Siqueira Marques, Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul, Ilacír Galvão dos Santos, Iraci Barbosa dos Santos, Izaltina Borges dos Santos Carvalho, José Roberto Camargo de Souza, Jussara da Silva Ribeiro, Lucimar Espíndola da Silva, Lucineia de Jesus Domingos Gabilão, Márcio Cardoso de Menezes, Marco Alessandro Viana, Marco Antonio Delfino de Almeida, Michele Rodrigues de Andrade Dias, Nara Nazareth Lima Monteiro, Nilton Ferreira da Silva, Pedro Alves Ferreira, Pedro de Jesus Camargo, Rosana Anunciação Franco e Taynara Camargo da Silva Pereira.

Zumbi dos Palmares – foi escravo e líder do Quilombo dos Palmares, na Serra da Barriga, na então Capitania de Pernambuco, região hoje pertencente ao município de União dos Palmares, em Alagoas.

De acordo com historiadores, o Quilombo de Palmares chegou a reunir entre 15 mil e 20 mil pessoas na segunda metade do século XVII. Zumbi tornou-se símbolo da resistência negra à escravidão e morreu no dia 20 de novembro de 1695, data que ficou conhecida como o Dia Nacional da Consciência Negra, por determinação da Lei federal 12.519/2011.