Divulgada a lista com representantes de MS nas Paralimpíadas Escolares 2019

0
887

Lucas Castro – Fundesporte

    • A lista de estudantes-paratletas de Mato Grosso do Sul para a 13ª edição das Paralimpíadas Escolares está fechada e já foi enviada ao Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), organizador do maior evento do mundo para atletas com deficiência em idade escolar. A delegação conta com o apoio do Governo do Estado, via Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

Os 26 Estados e o Distrito Federal estão inscritos na competição, que tem início em 18 de novembro e prossegue até o dia 23, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo-SP.

De acordo com o CPB, em torno de 1,4 mil atletas, de 12 a 17 anos, são esperados na capital paulista. A delegação sul-mato-grossense embarca no domingo (17.11), às 15h, na Praça da República, mais conhecida como Praça do Rádio Clube, no centro da capital. Ao todo, são 116 pessoas, divididas em três ônibus. Destes, 75 são atletas e 41 membros do estafe, que inclui treinadores, fisioterapeutas, chefes e assistente de delegação, e atletas-guia.

Confira aqui a lista completa de atletas e estafe.

Os paratletas de Mato Grosso do Sul disputarão sete das 12 modalidades presentes nas Paralimpíadas: atletismo, bocha, futebol de sete (PC), judô, natação, parabadminton e tênis de mesa. Em 2018, os 73 estudantes-paratletas classificados obtiveram 76 medalhas para o Estado, sendo 44 ouros, 14 pratas e 18 bronzes.

No ano passado, a representação sul-mato-grossense conquistou o terceiro lugar no ranking geral do atletismo e judô. Além disso, de modo inédito, ficou com o título de “confraternização” do evento, que premia a organização da delegação, o comportamento dos atletas, animação e entrosamento com os demais participantes. São Paulo é Estado atual campeão e maior vencedor da história das Escolares, com sete títulos, seguido de Rio de Janeiro (quatro) e Santa Catarina (um).

A cerimônia de abertura da edição 2019 acontecerá na próxima terça-feira (19.11), no Pavilhão Oeste do Anhembi. As disputas, por sua vez, começam na manhã seguinte e se estenderão até o dia 22, sempre no CT Paralímpico.

Para a chefe do setor paralímpico da Fundesporte, Belquice Falcão, as Paralimpíadas Escolares oferecem aos paratletas a oportunidade de vivenciarem novas experiências. Durante o evento, paradesportistas de destaque e multicampeões participam de palestras e solenidades de entrega de medalhas. “Ali eles conhecerão um megacentro de estrutura para treinamento, que é o CT Paralímpico, além de interagirem com atletas de outras partes do país. Então, tudo isso é um incentivo para treinarem com mais afinco, se esforçarem mais aqui no Estado”.

Desde a primeira edição, as Paralimpíadas Escolares revelam talentos do movimento paralímpico brasileiro. Em 2019, nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, Mato Grosso do Sul teve a participação de Gabriela Mendonça Ferreira (atletismo – ouro no salto em distância e bronze nos 100m), Jonathan da Silva Ferreira (atletismo – ouro nos 100m), Jair Henrique Souza (atletismo- ouro no lançamento do dardo e bronze no arremesso de peso), Davi Wilker de Souza (atletismo), Luan Simões Pimentel (ouro no judô), Wesley Gabriel dos Santos (ouro no futebol de sete), que foram revelados nos Jogos Escolares.