Fazenda Bonsucesso recebe parceiros da sexta edição do TRIO, que será realizado em maio

0
232

Eduardo Fonseca

Os proprietários da Fazenda Bonsucesso – Nelore Zan, Michel Caro e Patricia Zancaner Caro receberam os parceiros da sexta edição do TRIO Bonsucesso, que será realizado nos dias 25 e 26 de maio, na sede da marca, em Guararapes/SP. Haverá transmissão ao vivo pelo Canal do Boi. A realização é da Central Leilões.

Serão ofertados cerca de 400 animais entre touros e fêmeas da Bonsucesso e convidados, com vendas individuais e por lotes, todos com excelentes características genéticas e pedigrees. Os destaques do TRIO já serão vendidos com os registros definitivos. A idade média dos animais é de 28 meses, mas também há touros com 6 anos.

Na reunião realizada na fazenda para acertar os detalhes marketing, comerciais e de logística dos dois leilões do TRIO BONSUCESSO 2019, o proprietário da Bonsucesso, Michel Caro, apresentou os animais pré-selecionados para o evento aos consultores parceiros comerciais da WDS Zootecnia, Guto Assessoria, Central Leilões, assim como aos parceiros criadores, José Roberto Teixeira de Barros, Walney e sua esposa, Luiz gerente e Paulo veterinário do grupo HoRa do José Roberto Hofig Ramos, que irão participar do TRIO com touros, matrizes e novilhas do seus criatórios . Este ano de novo o Ricardo Grassano, titular da Fazenda Modelo e dono do Touro Javari da Bonsucesso estará presente também.

Caro contou que para este ano a expectativa é de bons negócios e manter a qualidade dos animais ofertados no TRIO. O titular da Bonsucesso lembrou que o evento de 2018 foi realizado em plena greve dos caminhoneiros, mas mesmo assim, o TRIO se manteve na média de comercialização dos anos anteriores.

“O desafio de se superar a cada ano na qualidade das novas gerações é o challenge natural do melhoramento genético e este é o campo de trabalho que a Bonsucesso vem praticando há muitas décadas, naturalmente então a Bonsucesso ofertara seus lotes de machos e fêmeas afirmando o seu compromisso com a qualidade, muito equilíbrio entre avaliações, biótipos e caracterização racial. Os nossos reprodutores machos e fêmeas levarão mais uma vez genética de produtividade para atender um mercado cada vez mais competitivo”, afirma.

Para fevereiro, a Bonsucesso realizará a avaliação para emitir o CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção). Há mais de 20 anos a Bonsucesso certifica reprodutores machos e fêmeas nos programas CEIP. “Atendemos uma clientela muito exigente por uma razão bem simples: a Bonsucesso coloca anualmente baterias de reprodutores de alto valor para produção de rebanhos de produção PO (puros de origem) e de rebanhos focados no gado de corte com desmamas e recrias de alto desempenho e precocidade”, afirma Caro.