Greve dos Correios atinge 28 municípios de MS

0
79

Assessoria de Comunicação do SINTECT-MS (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios de Mato Grosso do Sul)

Num balanço parcial do primeiro dia de greve, o sindicato dos trabalhadores dos Correios afirma que o movimento atingiu 28 municípios do estado de Mato Grosso do Sul, sendo que em 20 municípios as agências ficaram totalmente fechadas. Além das agências de atendimento, os centros de distribuição também foram afetados em maior ou menor medida.

Segundo a presidente do sindicato da categoria, Elaine Regina Oliveira, os números do primeiro dia de greve – em nível nacional e local – surpreendeu a direção da empresa que não esperava adesão da categoria. “Apostaram que a greve seria um fracasso e erraram. Ocorre que existe um grande descontentamento entre os trabalhadores com essa gestão dos Correios, encabeçada pelo presidente Guilherme Campos, um ex-deputado federal que não conseguiu se reeleger e foi nomeado por Michel Temer para comandar os Correios e aplicar um plano de arrocho sobre os trabalhadores e desmonte da empresa visando a sua privatização. Isso gerou um profundo mal-estar entre os trabalhadores”.

A dirigente sindical avalia que a greve deve crescer nesta sexta, 28, por conta da greve geral convocada por todas a centrais sindicais contra as reformas da Previdência e Trabalhista. “A tendência natural é que a greve cresça amanhã, até porquê será um dia de greve geral em todo país. Nós trabalhadores dos Correios também somos atingidos, como todos os demais, por esses ataques contra os direitos trabalhistas e contra a aposentadoria”.