Identificados bandidos mortos em confronto com a polícia nesta madrugada

0
997

Gizele Almeida e Osvaldo Duarte

Douradosnews

Confronto entre policiais e bandidos deixou dois mortos e um preso nesta madrugada (28), em Dourados. A identificação dos envolvidos foi divulgada agora pouco pela Polícia. Ricardo Douglas Souza Soares, vulgo “topete”, 33, natural de Dourados e Douglas Henrique Fernandes de Morae,26, natural de Rondonopolis- MT morreram na troca de tiros. Ulisses da Silva Martins, 20, vulgo Kolt, natural de São Luís do Maranhão- MA, foi preso.

O trio estaria ligado a facção criminosa do PCC- Primeiro Comando da Capital- e articulava ações criminosas em Dourados. A polícia divulgou ainda que o grupo estava em posse de uma pistola 9mm e um revólver calibre 32 mm.

Foi levantado que Ulisses possui dois mandatos de prisão em aberto, sendo um por tráfico de drogas e outro por assaltos na cidade.

O confronto

O confronto começou quando policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar de Dourados e o 19° Batalhão de Polícia Militar de Choque, com supervisão da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), em atuação tentaram abordar os indivíduos que estavam em uma pick-up GM/Corsa, de cor vermelha, com placas de Maracaju, na rua Ponta Porã, porém a ordem de parada foi ignorada e os ocupantes efetuaram disparos e fugiram.

Foi iniciada então uma perseguição que terminou na rua Jaime Moreira, no Jardim Pelicano, quando o motorista perdeu o controle do veículo e bateu no portão de uma residência e em uma árvore.

No local houve confronto e grande troca de troca de tiros que resultou na morte de Ricardo e de Douglas. Conforme a polícia, o primeiro portava a pistola e o segundo o revólver.

A perícia técnica da Polícia Civil de Dourados compareceu ao local, para levantamentos. No interior do veículo os policiais apreenderam ainda grande quantidade de munições.

O comando da operação marcou para a manhã deste domingo, uma coletiva de imprensa, quando será fornecido mais detalhes a respeito do confronto e os próximos passos da investigação.