Linhagem Lemgruber em MS se destaca pela capacidade de ganho de peso à pasto

0
358

Os animais da linhagem da raça Nelore conhecida como Lemgruber, Puro de Origem (PO), têm se destacado em Mato Grosso do Sul pela alta capacidade de ganho de peso à pasto, característica que atrai pecuaristas devido ao rendimento do rebanho e ao custo de produção inferior a outras raças. A Fazenda Elge, primeira propriedade a criar a linhagem em grande escala no Estado, submeteu o rebanho de 1,6 mil cabeças à avaliação do Programa de Melhoramento Genético Geneplus Embrapa e apresentará os resultados na próxima quarta-feira (15), em Dois Irmãos do Buriti.

Segundo o proprietário da Fazenda Elge, Ricardo Alonso, o considerável ganho de peso dos animais da linhagem Lemgruber é acima do esperado na pecuária extensiva e os animais de PO são capazes de se adaptar a situações extremas. “São animais rústicos e eficientes, capazes de produzir a proteína vermelha a partir da pastagem disponível, independente do clima, o que torna a prática sustentável e rentável, levando em consideração que a pastagem é o alimento mais barato no ponto de vista do criador”, afirma.

Alonso enfatiza que buscou em Mato Grosso do Sul a referência no desenvolvimento da pecuária para aliar às características de seus animais. “O rebanho sul-matogrossense é reconhecido pela qualidade e por ser tecnificado. Todas as decisões, sejam de manejo ou mercado, são tomadas baseadas em experiências e na ciência. Essa particularidade unida ao desempenho Lemgruber acrescenta à linhagem, isso sem considerar a qualidade do solo e ao clima da região, que favorece o que já é historicamente valorizado”, destaca o produtor rural.

Além do custo e do desempenho nutricional à pasto, que favorece o ganho de peso, a linhagem Lemgruber tem como benefício a possibilidade de choque de sangue. Ao realizar o cruzamento com animais de outras linhagens da raça Nelore, o Lemgruber estimula a heterose em seus descendentes, gerando progênies com alta qualidade genética e desempenho superior aos pais, o que estimula o mercado da linhagem entre os criadores de Nelore.

Para apresentar os números do desempenho do rebanho de linhagem Lemgruber no primeiro ano de Mato Grosso do Sul e o avanço genético da raça, técnicos da Embrapa Gado de Corte, ligados ao Programa Geneplus de melhoramento Genético, participarão de um Dia de Campo na sede da Fazenda Elge. O evento acontecerá na sede da propriedade, em Dois Imãos do Buriti, na próxima quarta-feira (15) a partir das 8h e contará com a participação de pecuaristas de São Paulo, Bahia, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro e Tocantins.

Nelore Lemgruber

A linhagem foi importada para o Brasil em 1878 por meio da família Lemgruber, que deu nome à subespécie. A partir de 1974 a família de sobrenome Cardoso iniciou a seleção da linhagem com diretrizes bem definidas, incluindo adapatação a pasto e criando animais rústicos, extremamente adaptados ao país, propiciando excelente ganho de peso em distintas condições.

A Fazenda Elge dá continuidade às características originais, mantendo a rusticidade aliada à docilidade dos animais, com altas taxas de ganho de peso e boa habilidade materna.

Diego Silva
Assessoria de Imprensa