Obra da maternidade em Maracaju será licitada

0
245
Assessoria de Imprensa
O prefeito Maurílio Azambuja (MDB) assina a autorização para início da licitação das obras da nova maternidade de Maracajú nessa quinta-feira (5), em solenidade a partir das 9h. Na ocasião, a prefeitura recebe representantes do deputado federal Geraldo Resende (PSDB), autor dos recursos de R$ 1,5 milhão que custeiam as obras.
A nova maternidade dará um salto de qualidade no atendimento de mamães e bebês. A estrutura ampla e moderna será construída em área anexa ao Hospital Soriano Corrêa da Silva.
A maternidade terá 515,25 metros de área construída, com 3 salas pré e pós parto, com banheiro e jardim de inverno, 3 salas de enfermagem,2 salas pós enfermagem com banheiro,1 sala de utilidades,1 sala deposito de materiais de limpeza, 1 sala copa de distribuição de alimentos, 1 sala de CPD, 1 jardim de inverno coletivo, 1 sala de espera, 1 sala de apoio, 1 sala de recepção, sanitário masculino e feminino, 2 consultórios ginecológicos com banheiro, 1 sala de mamografia,1 sala de múltiplo uso.
A implantação da maternidade é resultado de uma parceria de trabalho de Geraldo Resende com o governador Reinaldo Azambuja e prefeito Maurílio Ferreira Azambuja . “Maracaju atende várias cidades vizinhas e a estrutura atual já não comporta a demanda. Queremos oferecer mais qualidade no atendimento para os pequeninos e as mamães”, destaca Geraldo.
Para o secretário municipal de governo, Frederico Felini, a nova maternidade melhorará os atendimentos. “Temos certeza de que a saúde pública de Maracaju, que é considerada uma das melhores do Estado, vai dar um salto gigantesco de qualidade, a partir da implantação da maternidade”, comemora. Numa segunda etapa, também em parceria de Geraldo com o Estado e o Município, serão viabilizados os recursos para a compra de todos os equipamentos da maternidade.