Pantanal ganha torre de transmissão de sinal de telefonia móvel‏

0
368



Depois dois meses sem sinal de telefonia móvel, os produtores rurais do Pantanal de Mato Grosso do Sul, na região de Rio Verde de Mato Grosso, comemoram o início da implementação por parte da Vivo de uma torre de transmissão. Atualmente, a única forma de comunicação dos produtores com a zona urbana é o rádio.

 

 

Os problemas com sinal de telefonia móvel atingem produtores de Coxim, Corumbá e Rio Negro. A expectativa é de esses municípios também sejam beneficiados após o término da obra da torre de transmissão de sinal de telefonia móvel.

 

 

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Rio Verde do Mato Grosso, Niuto Pereira de Souza, os problemas com telefonia iniciaram ainda com a troca da tecnologia analógica pela digital, há mais de uma década. A impossibilidade da realização de chamadas, inclusive emergenciais, deixa o pantaneiro no isolamento. “Até o momento vivemos como no século passado, tendo o rádio como único meio de comunicação entre a zona urbana e o campo. Ficamos muito aliviados ao perceber as obras da torre de comunicação. Nossa expectativa é grande quanto ao funcionamento dos celulares.”, afirma o presidente

 

 

Várias foram as tentativas do sindicato e da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Sistema Famasul) no sentido de obter solução para o problema anteriormente.  “Registramos imagens das obras, mas gostaríamos de saber se existe prazo para o funcionamento do sistema”, relata.

 

 

O presidente do Sistema Famasul, Eduardo Riedel, pediu até intervenção da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para melhorar as condições de comunicação na região. “Recebemos reclamações de todas as regiões do Pantanal em decorrência do não cumprimento do cronograma para a efetiva instalação de antenas.”, justifica.

 

 

De acordo com o técnico da Vivo em MS, Leandro Oliveira Silva, não há previsão para término da obra da torre de transmissão de sinal, em Rio Verde de Mato Grosso.