Para Longen, instalação de montadora de veículos elétricos trará mais inovação a MS

0
349

Daniel Pedra

Ao participar nesta quinta-feira (20/06), no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande (MS), do evento de cessão de uso de um veículo elétrico multifuncional e a doação de uma garagem com painel fotovoltaico para carregamento do veículo ao Governo do Estado pela empresa Brave-Brasil Veículos Elétricos, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destaca que a vinda da montadora trará mais desenvolvimento, inovação e oportunidades à região.

“Entendo que essa demonstração que eles estão fazendo aqui como um primeiro passo de um projeto antigo que vem sendo construído em parceria com a Brave-Brasil e avalio essa ação como muito positiva. Eles já definiram que virão para Mato Grosso do Sul e agora estamos nos ajustes finais, que envolvem financiamentos dos materiais que vamos fazer por meio do Projeto Indústria Sem Fronteiras. Além disso, os empresários já estão em contato com o Senai para todo o suporte necessário com relação à qualificação de mão-de-obra”, afirmou Longen.

Na avaliação do diretor-regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, a instalação da nova indústria representa mais uma porta aberta para a instituição. “É uma oportunidade não só a nível de educação, mas também de consultoria, para que a gente possa ajudar a empresa a se instalar com melhores condições de produção e já desenvolver os profissionais específicos para trabalhar nessa indústria voltada para energia renovável”, argumentou.

Rodolpho Mangialardo ainda acrescenta que o Senai já vem trabalhando com energia fotovoltaica há cerca de um ano. “É um programa que tem dado resultado, mas estávamos voltados a residências e também ao comércio. Agora poderemos atuar também em energia fotovoltaica para automóveis, então é uma porta nova que se abre”, completou.

Mais investimentos

O governador Reinaldo Azambuja reforça o compromisso de trazer a Brave-Brasil para Mato Grosso do Sul e destacou os investimentos do Estado em fontes de energia renováveis. “Esses dias inauguramos placas fotovoltaicas em escolas e agora temos uma garagem fotovoltaica, que gera energia, abastece o veículo, que tem autonomia de 100 quilômetros e ainda tem excedente para os prédios ao lado. Então é um ganho enorme, sustentável e de preservação, além das oportunidades que a montadora trará com relação à geração de emprego e renta para nosso Estado”, pontuou.

De acordo com o secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, o veículo elétrico será utilizado para manutenção do Parque das Nações Indígenas e também para mostrar como o produto funciona. “Já estamos discutindo com a empresa incentivos fiscais e a doação de terreno junto ao município onde ela será instalada, provavelmente Campo Grande, para que a gente consiga fazer a montagem desses veículos em Mato Grosso do Sul”, explicou.

Diretor da Brave-Brasil, Douglas Alexandre de Andrade Garcia informa que a empresa quer aproveitar as oportunidades oferecidas pelo Estado, como a Rota Bioceânica e o Porto Seco. “Escolhemos Mato Grosso do Sul para instalar nossa unidade por conta das vantagens apresentadas, como facilidade de financiamento e logística com importação”, salientou.

Já Humberto de Alencar Pizza da Silva, pesquisador responsável pelo projeto de carros elétricos da Brave-Brasil, aponta que o desafio agora é conseguir que o Governo do Estado abrace esse projeto de mobilidade elétrica a nível nacional. “Nossa ideia é unir duas tecnologias: veículo elétrico e garagem fotovoltaica. Mas a ideia é usar a energia fotovoltaica como uma garagem que abasteça esse veículo de maneira autônoma, então esse kit representa uma solução de recarga do veículo e abastecimento de uma planta”, finalizou.