Para salvar a mulher, pai entra em luta corporal com o filho e o mata à facada

0
312

A vítima foi morta com uma facada na perna (Foto: Divulgação/Bombeiros )

O caso aconteceu ontem numa fazenda da região da Nhecolândia

Uma briga em família por causa do sumiço de um pen drive teve final trágico ontem de manhã (28), no Pantanal da Nhecolândia, no município de Corumbá, sudoeste do Estado.

Ao defender a mulher da fúria do filho de 32 anos, Adirson Bispo Soares, de 59 anos, matou o rapaz com uma facada. Ele também ficou ferido.

A família vive em uma fazenda e de acordo com a ocorrência policial, muito irritado, Anderson questionou a mãe sobre o sumiço do pen drive.

Por não encontrar o objeto e acreditar que algum funcionário da fazenda tivesse furtado, ele queria que a mãe ligasse para o funcionário responsável pela contratação dos trabalhadores para questioná-lo.

A mãe se negou a fazer a ligação por ser domingo e pediu para que o filho não perturbasse o pai com o assunto. Anderson se revoltou com a recomendação e um em ataque de fúria, pegou uma faca e correu na direção dela

A mãe conseguiu gritar por socorro e fugir, enquanto tentou defender a esposa entrando em luta corporal com o filho.

Adirson, que tem problema em uma das pernas, acabou derrubado por Anderson que desferiu uma facada na barriga do pai. O ferimento foi tão grave que as vísceras de Adirson ficaram expostas.

A mãe entrou na briga e conseguiu desarmar o filho, que também caiu no chão. Nesse momento, o pai usou a faca para ferir a perna do filho e só assim Anderson cessou as agressões.

Pessoas que estavam na fazenda pediram socorro e o dono da propriedade enviou dois aviões para que pai e filho fossem transportados. Quando as aeronaves chegaram, Anderson já estava morto.

O pai foi socorrido e encaminhado para unidade de saúde de Corumbá. Até ontem no fim da noite, o estado de saúde dele era grave.

O caso foi registrado como homicídio simples e a Polícia Civil da cidade indicou o filho como autor do crime.

O pai, que desferiu a facada para defender a esposa, é apontado como vítima.

Conjunturaonline