Paulo Corrêa é eleito presidente da Assembleia Legislativa e quer mais transparência e modernização da Casa

Paulo Corrêa é o novo presidente da Assembleia Legislativa do MS

0
2407
Paulo Correa - Presidente da ALMS

Edilene Borges

O deputado estadual Paulo Corrêa foi eleito hoje (01/02) presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul para o biênio 2019-2020. A eleição aconteceu logo após sua posse para exercer o sétimo mandato como deputado estadual e o tucano recebeu 23 votos.

Descendente de nordestinos e natural de Campo Grande, Paulo Corrêa tem 61 anos de idade e uma trajetória política marcada por sua luta em defesa do meio ambiente, desenvolvimento sustentável, saúde da mulher e defesa do consumidor.

Engenheiro Civil, iniciou sua vida pública como Secretário Estado de Habitação no Governo Pedro Pedrossian, em 1991. Na Assembleia Legislativa já ocupou o cargo de primeiro-secretário (2011-2012), presidiu quatro CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito), participou como membro de outras duas e integrou diversas comissões permanentes da Casa.

Em seu primeiro discurso como presidente da Assembleia, ele agradeceu aos eleitores pela oportunidade de exercer mais um mandato, e aos deputados que o elegeram para assumir a presidência.

Também falou do compromisso de estar à frente da Casa e enfrentar os desafios gerados pela crise econômica e pelos problemas sociais, destacando a necessidade do Legislativo trabalhar sempre em conjunto com os outros poderes em busca de suprir as demandas em todas as áreas da sociedade.

“Confrontar esses grandes desafios não é tarefa exclusiva do Poder Executivo, mas de todos os Poderes Constituídos, que não podem renunciar às responsabilidades que a grave conjuntura nos impõe. Portanto, assumo a Presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul ciente da gravidade do momento e absolutamente comprometido com o esforço que deve irmanar Executivo, Legislativo e Judiciário para, nos limites de nossas atribuições, construirmos soluções duradouras”, disse.

Em entrevista coletiva, o novo presidente disse ainda que vai prezar pela transparência e participação de todos os deputados na administração da Assembleia, tendo como meta a modernização da Casa de Leis.

“Vamos fazer uma gestão moderna, participativa. Com 11 deputados novos, vamos ter novas ideias e isso refrigera o Poder Legislativo. A expectativa é que façamos tudo com muita ordem, com objetividade e que a população veja exatamente o que um deputado estadual faz. Aqui eu não estarei representando a minha vontade, estarei representando a vontade de 24 deputados. Hoje recebi 23 votos e com esse respeito é que eu quero tocar todos os assessores, toda a parte administrativas, em função de podermos entregar coisas boas para a população de Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Os outros membros da mesa diretora eleitos para o biênio 2019-2020 são: 1º vice-presidente deputado Eduardo Rocha, 2º vice-presidente deputado Neno Razuk, 3º vice-presidente deputado Antônio Vaz, 1º Secretário deputado Zé Teixeira, 2º Secretário deputado Herculano Borges e 3º Secretário deputado Pedro Kemp.

Na próxima segunda-feira, às 9h, acontece na Assembleia Legislativa a abertura dos trabalhos da 11º legislatura, com a presença do Governador do Estado, Reinaldo Azambuja.