Produtores e lideranças rurais de todo o Estado presentes na posse do novo presidente do Sindicato Rural de Dourados

0
120

Um auditório lotado com mais de 500 pessoas e a presença do governador eleito, Reinaldo Azambuja, tornaram a posse do novo presidente do Sindicato Rural de Dourados, Lúcio Damalia, em um grande acontecimento para o município na noite desta sexta-feira (28). O evento também teve a presença de lideranças do setor e presidentes de sindicatos rurais de todo o Estado. 

Muito aplaudido, antes e depois da sua da sua fala, Damalia, disse que não está assumindo a entidade apenas para reclamar ou criticar. “Como produtores rurais não queremos subsídios, queremos ser valorizados, queremos igualdade e respeito como qualquer segmento produtivo do Brasil”, destacou.

Como balanço dos dois mandatos consecutivos, o presidente que deixou o cargo, Marisvaldo Zeuli, classificou o período como de “mais transpiração do que inspiração”. Zeuli agradeceu o apoio do governador aos eventos realizados nesse período e pelo seu posicionamento a favor da legalidade e em defesa do direito de propriedade.

Em sua fala, o deputado federal e governador eleito de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, defendeu a causa maior o desenvolvimento do setor e fez referência aos desafios na gestão do Estado com a redução do crescimento econômico. “Mas temos confiança em Mato Grosso do Sul”, enfatizou. Azambuja reforçou o papel do agronegócio como sustentáculo da economia, destacando a necessidade de segurança jurídica, ou de “regras claras para que o setor possa produzir e gerar oportunidades”.

Depois de ter sido citado várias vezes nos discursos – inclusive pelo governado eleito – pela sua indicação para compor o governo estadual, o presidente da Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Eduardo Corrêa Riedel, disse estar em ‘uma encruzilhada’. “Minha vida se confunde com minha função em defesa do produtor rural e essa tem sido nossa função, de chamar a todos para a responsabilidade de trabalhar pelo coletivo”. Sobre a decisão de aceitar o convite do governador, disse que seria uma mudança de rumo. “Vou conversar com os companheiros e a família para tomar a decisão correta”, afirmou. 

Durante a posse, foi lançado oficialmente o Centro de Excelência de Cana-de-açúcar, uma obra do Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural com investimentos na ordem de R$ 9 milhões. Com previsão de entrar em funcionamento ainda em 2015, o Centro terá cursos presenciais e à distância e marca os 50 milhões de pessoas formadas pelo Senar,  destacou o Secretário Executivo do Senar Central, Daniel Carrara, que veio ao Estado exclusivamente para o lançamento. 

O presidente da Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja,  Mauricio Saito, disse que os números do setor se devem ao empreendedorismo dos produtores e à aplicação de pesquisa no campo. Também estiveram presentes ao evento o superintendente do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Rogério Beretta; o deputado estadual Zé Teixeira; o deputado federal eleito, Márcio Monteiro; o prefeito de Dourados, Murilo Zauith e o presidente da Aprosoja Brasil, Almir Dalpasquale.