Tecnomaac Stara entrega premiação do concurso de Criação Literária

0
574

Jornalista Osmar Silva – DTR-MS 1278

Como parte da Feira Literária, o primeiro Concurso de Criação Literária, realizado pela Secretaria Municipal de Educação de Maracaju, culminou nesta sexta, 27, com a entrega da premiação.

A feira, realizada na quinta e sexta na concha acústica, contou a feira de livros, apresentações musicais, teatrais e o concurso que premiou os alunos inscritos nas categorias redação e poema.

O concurso de criação literária, abordou como tema “Agronegócio e Tecnologia: Evolução Constante”, visando associar o uso das tecnologias ao crescimento do agronegócio em Maracaju, destacando a relevância da contribuição das máquinas e os equipamentos tecnológicos na evolução das atividades no campo.

Na categoria poema a premiação do primeiro lugar foi para o aluno da escola Rural  Santa Guilhermina, turma do terceiro ano, Guilherme da Silva Souza, aluno da professora Sâmara da Silva Melo, ele levou uma TV 32’ Smart e a professora R$ 400,00.

Em segundo lugar na categoria poema, a premiação ficou com a aluna da escola Maurícia Paré Gomes, da turma do 5º ano D, Ketlyn Caroline Teodoro, aluna da professora, Karina Pereira Barbosa, Ketlyn ganhou uma Caixa de Som JBL e a professora levou um HD externo portátil.

Na categoria redação, o primeiro lugar ficou com Emily Ketlin dos Santos Pimentel, aluna da professora Jaqueline Marques Canhete, escola João Pedro Fernandes 8º ano E, a aluna ganhou uma TV Smart 32’  e a professora levou R$ 400,00.

O segundo lugar ficou com aluno Elivelton Flores Omeste, do 7º ano B, da escola Júlio Muller de Vista Alegre, aluno da professora Maria José da Cruz do Santos, ele ganhou caixa de som JBL e a professora ficou com HD externo Portátil.

As redações e poemas respectivamente, ficaram expostos em varal cultural, na feira literária, quando, as pessoas que participaram do evento puderam ver todos os materiais inscritos pelos alunos classificados.

O diretor presidente da Tecnomaac Stara, Joares Sanches, emocionado disse da alegria de poder oportunizar as crianças em idade escolar, novas oportunidades de conhecimento, do setor que mais cresce e que é responsável por alimentar a população mundial.

Para Joares “a gente fica até emocionado, em ver a participação dessas crianças nesse concurso, vemos que até demoramos, para fazer algo de nobre para educação, essa é a nossa contribuição, nós plantamos essa sementinha, para que todos tenham a oportunidade de ler, de escrever e saber mais sobre o agronegócio”, enfatizou Sanches.

O presidente agradeceu também o empenho do Eduardo Monarim, diretor da empresa, e da Adriani Mori, que estiveram à frente trabalhando e dando todo o suporte necessário para as crianças conhecerem mais e poder escrever sobre o tema.

Veja as fotos em nossa galeria.