Terceira maior produtora de sementes do Paraná marca presença em feira de tecnologia no MS

Showtec 2019

0
272

Assessoria de imprensa

Produção da Sementes Batavo tem padrão de qualidade superior ao da regulamentação vigente para o setor

Entre os dias 16 e 18 de janeiro, a Showtec 2019 oferece aos seus visitantes a oportunidade de entender que um bom cultivo começa com uma decisão a ser tomada antes mesmo do plantio: a escolha das sementes. A Sementes Batavo, marca da Frísia Cooperativa Agroindustrial, quer mostrar para a maior feira de tecnologia agro do Mato Grosso do Sul, em Maracaju, a 150 km de Campo Grande, que a qualidade das sementes é fundamental para definir o potencial da produtividade agrícola.

A Sementes Batavo tem a terceira maior produção do Paraná. Isso equivale a mais de 700 mil sacas de diversas variedades de sementes, seguindo altos padrões de qualidade. Entre elas estão a soja, o trigo e a aveia.

Na Frísia, a rastreabilidade da produção faz parte de um controle rigoroso e envolve cuidados minuciosos – estipulados pela própria cooperativa – que vão do plantio à distribuição. É o caso, por exemplo, das sementes de soja. “Realizamos testes que asseguram um potencial de germinação de 85%, acima da regulamentação vigente que prevê 80%”, afirma Antônio Alberto Gomes da Silva, coordenador comercial da área de Sementes.

Para garantir esse padrão, os campos são frequentemente vistoriados ao longo de todo o ciclo da cultura e a cooperativa trabalha apenas com produtores que fazem uso de maquinário adequado. Após a colheita, as variedades são recebidas e processadas sem que haja misturas. Elas ainda passam por mais dois pontos de avaliação: na entrega e após o beneficiamento, onde são 100% resfriadas a 12ºC para conferir maior longevidade.

Por fim, o produto chega à análise oficial do Ministério da Agricultura, que prevê padrões mínimos de classificação. Se não atende aos requisitos, a semente é “descartada” como grão. “O resultado desse longo processo é um produto com alto padrão de qualidade, capaz de atender às condições específicas de áreas de cultivo no Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul”, explica Silva.

Em atividade há mais de 40 anos, o setor de sementes da Frísia trabalha atualmente com uma média de 30 variedades de soja ao ano. A região onde a cooperativa está inserida, com condições climáticas amenas, também contribui para o poder germinativo e o vigor das sementes durante o armazenamento – período pelo qual também passam por constantes análises.