TRE deve gastar R$ 4,8 milhões com eleições em Mato Grosso do Sul

0
172
As eleições em Mato Grosso do Sul vão custar mais de R$ 4,8 milhões para o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral). 
São despesas com alimentação de mesários e outros convocados; diárias para servidores, magistrados e colaboradores participarem de treinamentos, reuniões e transporte de materiais, fretes, água, energia, combustível, telefone, publicações oficiais, dentre outras. 
Segundo o TRE, este anos a despesa é 7% maior que no pleito anterior mas, se levado em contra a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), em termos reais houve redução de 15,29%.
Mato Grosso do Sul tem 1,7 milhão de eleitores sendo que em Dourados são 147.826 aptos a votar nas eleições 2014. Em relação a 2010, houve um aumento de 3.808 novos eleitores. O número de sessões também subiu. Saiu de 425 para 438 este ano com 75 locais de votação.
A Justiça Eleitoral em Dourados convocou 1.944 mesários, sendo 1.720 em Dourados, 60 em Douradina e 164 em Itaporã. Em todo o Estado são mais de 23 mil mesários, entre voluntários e convocados que contribuirão com o processo eleitoral democrático.
Para exercer a função, é necessário que o eleitor seja maior de 18 anos, tenha concluído o ensino médio, não tenha grau de parentesco até o segundo grau com candidato a cargo eletivo, tenha disponibilidade para prestar serviço à Justiça Eleitoral e esteja em pleno gozo de seus direitos políticos.
São oferecidos aos mesários vários benefícios, como dois dias de folga para cada dia de convocação, auxílio-alimentação ou alimentação, no dia da eleição, ajuda de custo para o combustível do Presidente da Mesa, desempate em concurso público, se previsto no edital, reconhecimento como atividade extra-curricular aos universitários das faculdades conveniadas e certificado de serviços prestados à Justiça Eleitoral.
Para poder votar nessas eleições do dia 5 de outubro, o eleitor deve estar ‘em dia’ com Justiça Eleitoral. Em todo o País, 141.8 milhões de eleitores irão às urnas para escolher presidente da República, governadores, senadores e deputados federais e estaduais. No total, houve um aumento de 4,43% em relação ao pleito de 2010.
Desse total, 23,3 milhões de eleitores estão cadastrados biometricamente, o que significa que serão reconhecidos nas seções eleitorais pela impressão digital. Em MS são 8 deputados federais, 24 estaduais e 3 senadores.