Maracaju 100 anos
ECONOMIA

Aneel aponta Enersul entre as melhores distribuidoras do País

O ranking, publicado esta semana no portal de notícias da Agencia Nacional de Energia Elétrica, mostra que o cliente na área de concessão da Enersul, que reúne 74 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, está com um índice de qualidade no atendimento superior aos níveis de estados como Santa Catarina e Rio Grande, que são até comparados a países de primeiro mundo.

O levantamento revela que, enquanto em 2012, o brasileiro ficou, em média, 20 horas sem energia elétrica, por aqui, a soma de todas as interrupções durante o ano passado chegou a, apenas, 12,7 horas.

Além disso o relatório apontou outra referência da qualidade da energia servida no Estado: esse índice está confortavelmente abaixo do limite 14,49 estabelecido pelo órgão regulador. Além desse indicador, que leva o nome de DEC- duração equivalente por cliente, a Aneel estabelece o FEC- freqüência equivalente por cliente, ou seja, quantas vezes, em média, o cliente pode ter o fornecimento interrompido durante um ano inteiro. Nesse indicador a performance da Enersul também seguiu o mesmo ritmo. Para uma meta de 12 interrupções, em média ao ano, em 2012 o cliente Enersul foi impactado apenas por cerca de 8 vezes.

Uma das ações que a Empresa investe, e que é decisiva para este resultado em benefício do conforto do cliente, é a manutenção em linha viva, uma tecnologia que permite a realização de serviços sem que o cliente perceba porque a energia não é desligada nas redes e subestações. A utilização dessa nova tecnologia, a exemplo de outros avanços que criam condições para eliminar etapas e otimizar procedimentos, só é possível com grandes investimentos, tanto em material como em mão de obra especializada. E é nessa direção que a Empresa está seguindo.

Do ano passado para cá, a área de manutenção aumentou em 160% o número de viaturas especiais. São caminhões equipados com plataformas de elevação que substituem as escadas convencionais, ferramental com avançado sistema de proteção para garantir a plena segurança aos eletricistas na hora de uma intervenção numa rede ligada, inclusive de alta tensão, e uma equipe de técnicos que, ao longo de inúmeros cursos e treinamentos, somou, por equipe, mais de mil horas de capacitação.

A final, é deles a missão de manter a continuidade do abastecimento numa das maiores redes de distribuição de energia elétrica do Brasil. São 98 mil quilômetros de extensão, uma distância equivalente a três voltas ao redor do planeta Terra.

Em 2012 os programas de investimentos da Concessionária somaram a expressiva cifra de R$ 127 milhões. Essa é uma prioridade que a Enersul atende para dar seqüência aos processos de melhoria contínua necessária ao mercado de energia em Mato Grosso do Sul que está com uma notável taxa de crescimento chegando até 9%. São esses investimentos que fazem com que os clientes da Enersul recebam energia elétrica com os indicadores de continuidade classificados entre os “top dez” do Setor Elétrico Nacional.

O Brasil tem, hoje, 63 distribuidoras de energia elétrica e apenas 8, quase todas localizadas no sudeste, apresentam nível igual ou superior que os da Enersul nos indicadores que apontam duração e número de vezes em que os clientes ficaram, em média, sem energia durante o ano. Isso reflete o pequeno valor de compensação que a empresa precisou realizar em 2012, quando algumas regiões foram severamente castigadas por temporais e sofreram um tempo maior de interrupção de energia.

Conforme legislação do setor, nesses casos, os clientes foram ressarcidos em suas contas de energia,porém num valor que representou apenas 1% do que todas as concessionárias do pais tiveram que arcar : R$ 437,8 milhões contra apenas 4,5 Milhões pagos pela Enersul.

Um dos fatores que causam interrupções são as descargas atmosféricas, conhecidas como raios. Do ano passado para cá a incidência de descargas em Mato Grosso do Sul, que é um dos estados mais afetadas por raios, aumentou em 53% e, mesmo assim, os níveis de continuidade se mantiveram. É mais uma resposta positiva a ser atribuída aos serviços de manutenção preventiva nas redes de energia.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo