Showtec2024
DESTAQUESMARACAJU

Urupet na Estrada passa por Maracaju e desperta interesse de catadores do município

Daniel Pedra

O projeto “Urupet na Estrada”, criado para apresentar o amassador portátil de garrafas PETs desenvolvido por alunos da Escola do Sesi de Campo Grande (MS) e considerado uma das 11 invenções mais inovadoras do Brasil no Desafio Criativos da Escola 2016, chegou, nesta terça-feira (04/07), a Maracaju (MS). Um grupo de alunos que participou da criação fez a demonstração do protótipo, promovida na Escola do Sesi do município, para alunos da instituição e catadores de materiais recicláveis.

Mais quatro escolas do Sesi, em quatro municípios sul-mato-grossenses, serão visitadas até o dia 6 de julho. A primeira foi Corumbá, na manhã de segunda-feira (03/07), enquanto, ainda nesta terça-feira, os alunos passarão por Dourados e, na quarta-feira (05/07), seguem para Naviraí. As visitas terminam na quinta-feira (06/07), passando por Três Lagoas no período da manhã e Aparecida do Taboado à tarde.

foto 4 (6)

“A iniciativa do Sesi de divulgar o Urupet em outras escolas da rede foi uma novidade e um grande desafio para mim. Nessa experiência, percebi que é fundamental permitir que outras pessoas sintam como o projeto nasceu, conheçam as dificuldades que apareceram e foram superadas, até mesmo a título de estímulo. Acredito que, além dos catadores presentes, os alunos também saíram da apresentação inspirados a desenvolverem novos projetos, a enxergarem o cotidiano e seus desafios com outros olhos”, relatou a professora de empreendedorismo da Escola do Sesi de Campo Grande, Gláucia Ethel Rodrigues.

Para Jelton Rivelino Ferreira, coordenador da Associação de Catadores de Maracaju, o Urupet pode ajudar muito na rotina dos trabalhadores. “Como eles fazem um trabalho formiguinha, rodando o dia todo atrás de materiais recicláveis, reduzir o volume das garrafas plásticas fará com que eles consigam acumular maior quantidade em menos tempo e ocupando menos espaço. Saindo daqui já vou apresentar o protótipo aos colegas da associação, tenho certeza que haverá interesse em replicar a ferramenta”, contou.

A aluna do 8º ano do Ensino Fundamental da Escola do Sesi de Campo Grande, Ana Carolina Xavier, que participou do desenvolvimento do protótipo, demonstrou felicidade e satisfação em poder apresentar os resultados da pesquisa a outras pessoas. “Além da importância de ajudar outras pessoas e o meio ambiente, é importante mostrar que uma simples ideia pode tomar grandes proporções”, pontuou.

Segundo Isabela Nicolau Pitol, aluna do 9º ano do Ensino Fundamental da Escola do Sesi de Maracaju, o Urupet a inspirou a pesquisar e desenvolver novos projetos tão úteis quanto ele junto com os colegas. “Achei muito legal. As garrafas coletadas pelos catadores poderiam estar poluindo as ruas, os córregos. Então ajudar a retirar elas do meio ambiente é uma ideia muito boa”, falou.

Leia mais no site www.fiems.com.br ou pelo link http://www.fiems.com.br/noticias/urupet-na-estrada-passa-por-maracaju-e-desperta-interesse-de-catadores-do-municipio/23954

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo