Maracaju 100 anos
MARACAJU

Autoridades visitam frigorifico em Maracaju

O presidente da Câmara de Maracaju Édio Antonio Resende de Castro juntamente com o Vereador Thiago Caminha e o Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento do município Luciano Muzzi Mendes, estiveram visitando as dependências do matadouro de Maracaju no intuito de averiguar a qualidade da estrutura oferecida para abate dos animais.

 

 

A visita ocorreu após ser exibida uma reportagem no programa Fantástico da Rede Globo no último domingo (10), que mostrou alguns matadouros do Brasil em péssimas condições para abate dos animais, dentre eles estava o de Maracaju.

 

 

De acordo com o Vereador Thiago Caminha, a realidade encontrada no matadouro de Maracaju é totalmente diferente daquela que foi exibida, “o local está em reforma, pois era um matadouro e está sendo amplamente reformado para se tornar um frigorifico, cerca de 3 milhões de reais estão sendo investidos na obra que abaterá cerca de 300 animais por dia”, disse Caminha.

 

 

O vereador ainda explicou que todos os padrões de infraestrutura e higienização estão devidamente em andamento, “a população de Maracaju pode ficar tranquila a respeito da qualidade da carne do nosso município, todas as exigências feitas pela Vigilância Sanitária estão sendo cumpridas para que a carne que é consumida por nossa população seja da melhor qualidade”, explicou Thiago Caminha.

 

 

Para o Presidente da Câmara de Vereadores, Édio Antônio, o município de Maracaju entrará em um novo nível de conceito positivo com o novo frigorifico, “não tenho dúvida de que esse frigorifico virá para somar forças com a economia da nossa cidade, podemos acompanhar o andamento das obras com tecnologia, ótimas instalações, um alto padrão de higienização, ou seja, tudo que possa fazer de Maracaju um polo de abate bovino do Estado de MS”, ressaltou Édio.

 

 

Conforme o Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Luciano Muzzi Mendes, o frigorifico de Maracaju tem respeitado todas as determinações exigidas pela vigilância sanitária não havendo nenhum risco de contaminação ou degradação da carne ofertada pelo mesmo, “todo o abate é inspecionado por um veterinário do município e a qualidade da carne passa pelas vistorias necessárias para consumo. Não a motivo para preocupação, pois a carne comercializada por aquele frigorifico obedece todos os padrões exigidos de segurança”, ratificou Muzzi.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo