Maracaju 100 anos
MARACAJU

Presidente da Câmara esclarece sobre revitalização na entrada da cidade

Procurado por alguns cidadãos, verificando reivindicação expressas em redes sociais e também dos próprios vereadores, o presidente da Câmara de Maracaju, Édio Antonio, apresentou nesta quarta, 03 de Julho, antes mesmo da votação da LDO, o projeto elaborado pela Secretaria de Obras e Urbanismo que contempla a entrada do município na região da figueira.

 

Segundo Resende, havia esta preocupação até com informações distorcidas quanto a valores do projeto e o que o mesmo contemplaria, achei por bem solicitar o projeto e melhores explicações por parte da Secretaria que já está executando as obras.

 

O vereador destacou que “em princípio nos diziam que a obra seria pra retirar os caminhões que ali ficavam aguardando fretes, mas, na realidade não é isso, trata-se de uma revitalização em toda a entrada da cidade”.

 

Questionado sobre os valores que anteriormente se tinha comentado, que seria de 160 mil reais Resende disse que todo o projeto será no valor de 130 mil reais “O valor na realidade, que o Secretário me passou é de Cento e Trinta Mil Reais e que contempla toda a obra e seria; captação de água, o estacionamento, a construção de mais dois pontos de ônibus, estacionamento da perimetral do lado direito, a revitalização da rotatória, retirada do entorno da figueira, a adubação da figueira pra fortalecê-la, calçamento para que as pessoas passem no meio da rotatória da figueira, recuperação dos papagaios símbolo da cidade, toda a iluminação daquela região também, a jardinagem nova e além disso a casa para o ponto de chapas na entrada Rio Brilhante/Maracaju que será inclusive dotada de sanitários e tudo mais” enfatizou o presidente.

 

Região será revitalizada e figueira adubada e fortalecida.

 

Édio disse também que é um projeto que elaborado pela Secretaria de Obras e feito com recursos próprios do município e que há também um debate entre os vereadores que será reivindicados ao secretário Hélio Peluffo, sobre a casa do ponto de chapa, que segundo as pessoas que irão utilizar deste local a mesma deva ser construída do outro lado porque onde esta fica na contramão dos caminhões que oferecem serviços aos chapas, e também que devido as pessoas também cobrarem que ali irá beneficiar algumas empresas, que seja entrado em contato com as mesmas para que arquem então com a manutenção e limpeza do local, colaborando assim com o munícipio.

 

 

 

 

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo