Revistas da ASL estão disponíveis gratuitamente na internet

São mais de 4.300 páginas com a literatura sul-mato-grossense de seus Acadêmicos

 ASL assessoria 

As Revistas da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras,  que desde o seu lançamento em 2003 reúnem textos dos seus Acadêmicos em publicações literárias através de crônicas, contos, poesias e outros textos com o melhor da literatura regional, acaba de ser disponibilizada na internet pela ASL. São cerca de 4.300 páginas que contêm grandes autores da literatura regional, todos imortais da ASL. O endereço para acesso, gratuito, é www.acletrasms.org.br, no menu Matérias > Revistas.

Com 26 edições, a Revista – que tem o formato de livro – incentiva o bom hábito da leitura e traz em suas páginas grandes autores da literatura em Mato Grosso do Sul, por meio da produção dos membros da ASL. Para o presidente da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, o escritor, acadêmico e publicitário Henrique Alberto de Medeiros Filho, “a disponibilização dessas revistas na internet pretende democratizar ainda mais o acesso ao nosso acervo, principalmente a professores e redes de ensino”.

As revistas ampliam as produções dos Acadêmicos no site da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, sendo que Henrique de Medeiros ressaltou que, no ano passado, a Academia já havia publicado mais de uma década de seus Suplementos Culturais – que fazem parte todos os sábados das edições do jornal Correio do Estado -; hoje, já são mais de 500 edições com a literatura sul-mato-grossense para o prazer da leitura ou estudos acadêmicos no site da ASL. Tanto as Revistas como os Suplementos estão disponíveis de forma inteiramente gratuita.

Para a vice-presidente da ASL, a escritora, professora e ex-senadora Marisa  Serrano, o momento que estamos atravessando atualmente – de maior resguardo e permanência em nossas residências em função da pandemia – dá mais importância a essas iniciativas da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, sempre preocupada com o incentivo à Cultura, à divulgação e ampliação da leitura e dos autores de nosso Estado, inclusive através da internet.

“As Revistas da Academia permitem que o público em geral conheça de forma mais ampla a produção dos autores e membros da ASL, muitos deles de grande importância para a nossa cultura principalmente através de ricos textos sobre nossos regionalismos”, explicou o Secretário-geral da Academia, o acadêmico, escritor e historiador Valmir Batista Corrêa, que destacou o esforço em se utilizar a modernidade da web para difusão literária.

O acadêmico e atual membro da Comissão de Cultura da ASL, escritor e poeta Rubenio Marcelo – que coordenou 14 dessas 26 revistas, dando continuidade ao trabalho anterior do acadêmico Hildebrando Campestrini -, afirmou que “a variedade e ecletismo dos textos dos autores,  saudosos ou atuais membros da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, permitem aos leitores desfrutar da qualidade da literatura que se produz na ASL e no Mato Grosso do Sul”. Segundo Rubenio, as publicações da Academia cumprem o papel de motivar e incentivar as pessoas a lerem e conhecerem os autores de nosso Estado, bem como cumprir o papel da Academia em difundir a arte literária.