NOTÍCIAS

Após tragédia no RS, bombeiros fazem mutirão de vistoria em casas noturnas

 

Após tragédia no Rio Grande do Sul, o Corpo de Bombeiros de Campo Grande inicia amanhã (29) mutirão de vistoria em todas as casas noturnas da Capital. Vão ser fiscalizados, inclusive, os estabelecimentos que estão com o Alvará dos Bombeiros em dia.

 Dos 30 estabelecimentos que funcionam como casa de shows, boates ou lugares para festas, 22 passaram pela vistoria da corporação e conseguiram o Alvará dos Bombeiros. Oito estão com laudo de exigência, isto é, não cumpriram todas as medidas de segurança contra incêndio e pânico e precisam ajustar as condições do prédio para conseguir o documento.

Para conseguir o alvará, o sub-comandante-geral dos Bombeiros, coronel José Antônio Pereira dos Santos revelou que antes de colocar o estabelecimento para funcionar é preciso fazer um projeto de segurança, em cima da planta do prédio e da finalidade e ocupação do local e levar o plano para uma equipe técnica dos bombeiros aprovar.

Ele explica que é difícil dizer o que o estabelecimento precisa para ser aprovado, sem conhecer a estrutura e sem saber para que ele será usado. “Para fazer a análise do projeto de segurança leva-se em consideração a ocupação e a finalidade. Se vai ser uma boate, se vai ser um bar. Além disso, observa-se a área construída e a altura do prédio”. Sem os dados, segundo o coronel, não há como fazer uma avaliação.

O coronel aponta que são muitos os detalhes que devem ser cumpridos no projeto. E cada local tem um projeto especifico e regras próprias a serem cumpridas. Por isso, não tem como enumerar o que está correto ou irregular em determinado espaço sem antes fazer uma análise detalhada.

Contudo, Pereira revela que os dispositivos de iluminação de emergência, sinalização de rota de fuga e extintores são essenciais em qualquer projeto, independentemente, do tamanho do local. Outros dispositivos como hidrantes, escadas, corrimão, porta corta-fogo, chuveiros automáticos dependem da finalidade e ocupação.

Aprovado todos os requisitos, o empreendimento recebe o Alvará dos Bombeiros que tem validade de um ano. Após o prazo é preciso pedir nova vistoria, e em caso de modificações na estrutura apresentar novo projeto.

Apenas com o Alvará dos Bombeiros é possível conseguir o Alvará de funcionamento da prefeitura e o Alvará da Polícia Civil. O último se preocupa com a questão da ordem pública, explicou o delegado da Deops (Delegacia Especializada de Ordem Política e Social) Maércio Alves Barbosa.

O coronel explica ainda que apenas o Corpo de Bombeiros tem competência para fiscalizar os dispositivos de prevenção contra incêndios e pânico. Ele frisou que a partir de amanhã Campo Grande passará por um mutirão e todos os estabelecimentos vão ser fiscalizados, inclusive os que estão com o alvará em dia.

 



Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo