Maracaju 100 anos
MARACAJU

Sindicato Rural apoia suspensão de demarcações de terras

Representando o Sindicato Rural de Maracaju no manifesto que aconteceu em Brasília na quarta feira dia de maio, o Tesoureiro da entidade Juliano Schmaedecke reforçou o apoio para a suspensão do processo de demarcações de terras indígenas em todo o Brasil. O Sindicato Rural organizou a viagem do grupo de 13 produtores rurais de Maracaju que participaram do manifesto na Câmara de Deputados na capital federal.

 

A ação contou com a participação de cerca de dois mil produtores rurais dos estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraná e Bahia.“o governo federal precisa ter uma política mais ativa sobre esta questão, a classe produtora é um ponto forte da economia nacional e não tem tido por parte das autoridades o valor merecido” ressaltou schmaedecke.

 

A manifestação ocorreu durante a audiência pública que teve duração de seis horas na qual a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, atendeu convocação da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e desenvolvimento rural. Os produtores buscam medidas que solucionem os conflitos e as invasões de propriedades rurais por grupos indígenas, estimulados muitas vezes pela política da Funai (Fundação Nacional do Índio) e pela expectativa de ampliação das terras indígenas já delimitadas.

 

Faixas e cartazes defendiam as principais reivindicações dos produtores, entre elas a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215, que submete a demarcação à análise do Legislativo, o fim das invasões a propriedades rurais promovidas por grupo indígenas, a suspensão dos processos de demarcação e o julgamento dos embargos declaratórios da terra indígena Raposa Serra do Sol no Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Em nota, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) informou que pediu ao Supremo Tribunal Federal que redistribua a relatoria da Petição 3.388, que trata dos embargos declaratórios do caso Raposa Serra do Sul, cuja decisão representou marco significativo na definição do regime jurídico da demarcação de terras indígenas no País.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo