Caixa lança plano de previdência privada exclusivo para mulheres

O Prev Mulher oferece consultas e exames anuais gratuitos, além de pagar prêmio de R$ 50 mil no caso de gravidez de gêmeos ou mais filhos.

A Caixa Econômica Federal lançou, na terça-feira (4), um plano de previdência privada exclusivo para mulheres, o Prev Mulher.

No plano, do tipo Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL), a cliente escolhe o valor mensal de sua contribuição, que será dividido em um montante que ela vai acumular na previdência, e outro, que vai para um seguro de vida – o que garante a proteção da família em caso de imprevistos.

Além de benefícios como aposentadoria, renda e pecúlio por invalidez ou morte, o Prev Mulher também garantirá uma consulta e um exame ginecológico anual a todas as clientes, com rede de atendimento presente em todo o País.

O plano também vai premiar, automaticamente, as clientes que ficarem grávidas, por fecundação natural, de gêmeos, trigêmeos ou mais, após a contratação do produto. A indenização acontecerá após o nascimento das crianças.

“Além de estimular o investimento no futuro, manter a família protegida e cuidar da saúde de nossas clientes, pensamos em premiá-las em um momento feliz”, explica a diretora da Caixa Previdência, Rosana Techima.

O produto também oferece proteção, em caso de uma eventualidade que impeça a cliente de contribuir para o plano mensalmente, pois parte do saldo da previdência é utilizado pela Caixa Previdência para quitar o seguro, por um prazo máximo de 12 meses.

Os planos podem ser contratados a partir de R$ 35 por mês e, assim como em todos outros produtos, o Prev Mulher terá taxa zero de carregamento de entrada, o que contribui positivamente para uma melhor rentabilidade nos planos.

“As mulheres têm cada vez mais espaço na renda nacional, e notamos que havia uma demanda grande para um produto exclusivo, que contemplasse as principais preocupações da mulher moderna: o futuro financeiro, a saúde e a tranquilidade da família”, finaliza a diretora.

Previdência Privada

A previdência privada funciona como um tipo de investimento de longo prazo. No momento da contratação do seguro, o cliente determina a idade que se quer dispor do dinheiro investido.

Quando atingir essa idade, é possível escolher pelo resgate total, transformá-lo em renda mensal (como no INSS) ou, ainda, deixar acumulando e rendendo.

Os resgates antes do prazo final variam de acordo com as normas de cada instituição.

Esse tipo de previdência é também chamado de complementar porque pode ser feito simultaneamente às contribuições para a previdência pública do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), como um complemento dessa aposentadoria.

Como funciona

Geralmente, esses planos são mantidos por bancos, seguradoras e outras instituições financeiras em duas modalidades principais: o Plano Geradora de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL), que oferecem benefícios como aposentadoria, renda e pecúlio por invalidez ou morte.

A diferença básica entre o PGBL e o VGBL é a tributação. O VGBL tem a incidência de Imposto de Renda, retido na fonte, em 15% sobre os rendimentos obtidos e é proporcional ao valor que é retirado.

Além disso, não traz o benefício de restituição no IR, por isso é mais indicado para quem não faz a declaração completa do tributo.

Já o PGBL permite a dedução no IR limitado a 12% do total dos rendimentos tributáveis do contribuinte.

E na hora de resgatar o dinheiro investido, a incidência de 15% do Imposto de Renda é sobre o saldo total, em outras palavras, o que foi investido mais os rendimentos. (Caixa Econômica Federal / Previdência Social)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here